sexta-feira, 15 de abril de 2016

O CORAJOSO NÃO SE DEIXA LEVAR FACILMENTE!

A coragem sempre foi relacionada com bravura de guerra, de pessoas que combatem por uma causa nobre. Porém, qualquer pessoa pode reivindicar esta virtude para si. Inclusive nós!

A pessoa corajosa é aquela assume a si mesma, que persegue de maneira ininterrupta aquilo que acha que está certo. O corajoso não muda de opinião acerca de seus conflitos internos; ele luta por aquilo que considera íntegro e correto.

A coragem conduz à firmeza, à sabedoria, ao equilíbrio interior. Ela nos deixa totalmente enraizados, transmitindo-nos estabilidade, maturidade e sentimento de pertença ao que é mais nobre e belo, aproximando-nos do divino. O corajoso não se esquiva dos conflitos com os outros. Pelo contrário ele está disposto a "brigar" para esclarecer os fatos ocorridos. Ele briga a favor da vida, dobem, do direito, da retidão, do saber. A coragem dá audácia e ousadia para aqueles que a assumem como parte de si.

Podemos desejar de todo coração a coragem; afinal, ela nos leva à luta de coração. Contudo, é preciso paciência e profundo autoconhecimento para distinguir o certo do errado e, obviamente, optar pelo certo. Essa tríade (coragem, paciência e autoconhecimento) desencadeia uma "avalanche" de virtudes, que nos levarão ao centro, à fonte primeira de nossas vidas, para então, conquistarmos a alegria e  a transparência da alma.

Não nos esquivamos daquilo que nos acontece frequentemente. Coragem tem a ver com resistir, também. Portanto, resista à desilusão, à tristeza, à baixo autoestima, aos "terrores" que nos assaltam à mente. Assim, plenos de coragem que motiva à ação, correremos rumo à linha de chegada - o objetivo, o sonho tão querido e  desejoso de ser realizado - enfrentaremos todos os obstáculos da vida e suas exigências, com o coração vivo e caloroso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário