sábado, 19 de outubro de 2013

A LIBERDADE COMO CENTRO PARA A MOTIVAÇÃO

Como é boa a liberdade! Digo liberdade, não liberalidade. Liberdade exige compromisso, disciplina para então, sentir uma verdadeira abertura interior e superação de todo e qualquer obstáculo, seja físico seja espiritual.

A liberdade humana é o centro de responsabilidade, de decisão quanto às escolhas a serem feitas e consequente ação. A própria liberdade cria novas realidades e molda a existência humana e o mundo futuro de forma muito satisfatória. Entretanto, para darmos abertura e motivos para ação benéfica e libertadora, precisamos ousar e dar "asas" à imaginação.

A imaginação é ativa e criativa. Ativa no sentido de colocar-se em "marcha" rumo à concretização dos sonhos, nos mínimos detalhes. Criativa como riqueza inestimável de nossa capacidade de revelar imagens daquilo que queremos fazer. Ela exige uma habilidade de detalharmos em mente todas as etapas de algum planejamento nosso e, consequentemente, tudo se realizará conforme projetado mentalmente. 

Motivação é isso: liberdade para criar, sonhar, colocar-se em ação, imaginar os detalhes, concluir desejos. Motivação é o cerne do intento, do empreendimento. Mas nada conseguimos sem a Fé. A fé move os montes e montanhas dentro de nós, derrubando muralhas internas e libertando-nos para alçar voos cada vez maiores!  

2 comentários:

  1. Parece que as palavras liberdade, imaginação e fé são interligadas, dando motivos para ação.

    ResponderExcluir
  2. São palavras que levam à motivação, pelo desejo de partir para a ação.

    ResponderExcluir