terça-feira, 10 de setembro de 2013

SAIA DO BANCO E ENTRE NO JOGO DA VIDA

Infelizmente, nós cometemos "deslizes" de deixarmos de participar, por assim dizer, dos acontecimentos de nossas próprias vidas. Passamos a deixar que outros tomem decisões por nós, cuidem de nossos compromissos, nossos desejos e satisfações. Contudo, caríssimos leitores, é exatamente aí que perdemos nossa identidade, nossa criatividade e motivação para "transpormos montanhas".

Quando começamos a deixar o nefasto hábito de expectadores e passamos a nos transformar em protagonistas, damos permissão à nossa imaginação para ser livre para inovar, criar, ter todas as oportunidades para explorar e experimentar possibilidades. São esses momentos da vida que moldam nosso comportamento, nossas atitudes e nos fazem reagir diante de situações que a nossa existência nos oferece dia a dia.

Ao começar a procurar o que poderia expandir nossa vida, você amplia suas referências fortalecedoras e, assim, estará ampliando também seu conhecimento, o ambiente que o cerca e sua capacidade intelectual e de raciocínio. Peço a você, amigo leitor, que comece hoje mesmo a procurar esta expansão. Cabe somente a nós criar momentos que nos edificam, que nos põem "para cima", ao invés de nos colocar "para baixo". Chega de ficar no "banco de reservas" esperando que algo "caia" no seu colo e que vá mudar radicalmente sua vida. Não espere mais! Você precisa agir!

Entre em ação e desfrute as inúmeras possibilidades boas e construtivas que a vida, amigavelmente, te oferece e te ensina. Até sempre! 

2 comentários:

  1. Em outras palavras, isso que vc coloca tem a ver com energia de vida.

    ResponderExcluir
  2. A motivação é o que faz com que saiamos da inércia e tomemos atitudes realmente fortalecedoras, ações que moldarão nossos so nhos em realidades. Como você escreve, isso, sim, é a energia da vida. Precisamos sair de expectadores; afinal, a vida é nossa e não podemos deixar que ninguém tome decisões por nós. Precisamos desta independência e liberdade. Nos foi dado gratuitamente pelo Criador; portanto, façamos bom proveito disto.

    ResponderExcluir